Os Dez Mandamentos, a porta para a vida dos filhos de Deus

Nesta quarta-feira (13/06), o Papa Francisco se reuniu com fiéis na Praça São Pedro e começou um novo ciclo de catequeses sobre os Mandamentos.

Da Igreja e do Papa

Cerca de 20 mil pessoas participaram do encontro e ouviram as palavras do Pontífice, resumidas em seguida em várias línguas, inclusive português.

Para introduzir o tema, o Papa começou repassando um trecho do Evangelho de Marcos, lembrando o episódio daquele homem que, foi a Jesus e perguntou: “Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?”. Ele queria ter vida infinita. Jesus lhe respondeu citando os mandamentos; abriu um processo pedagógico procurando guiá-lo até àquilo que lhe faltava. Mas o homem respondeu: “Mestre, tudo isso eu tenho observado desde a minha juventude”.

“Alguns pensam que seja melhor apagar este impulso, pois é perigoso. Gostaria de dizer especialmente aos jovens: ‘Nosso maior inimigo não são os problemas concretos, mesmo sérios ou dramáticos. O maior perigo é o espírito de adaptação ruim, que não é mansidão ou humildade, mas mediocridade ou covardia. A vida do jovem é ir avante, ser inquieto: a inquietude salutar, a capacidade de não se contentar de uma vida sem beleza, sem cores.

Apresentamos o resumo da catequese do Papa:

Começamos hoje um novo ciclo de catequeses sobre os Mandamentos. Repassaremos as duas Tábuas de Moisés, guiados por Jesus e seguindo os seus passos. Em cada um dos dez Mandamentos, descobriremos a porta aberta pelo Pai do Céu para que o Senhor Jesus, que a cruzou, nos conduza à vida dos filhos de Deus. Faremos como aquele homem do Evangelho, o qual, sedento de vida verdadeira, foi ter com Jesus e perguntou: “Que devo fazer para alcançar a vida eterna?” Jesus respondeu, citando uma parte do Decálogo que, aliás, o homem conhecia e já praticava. E contudo a pergunta feita por aquele homem denota que ele não possuía a vida plena. Aquele homem tomara consciência dos seus limites, de que lhe faltava qualquer coisa. Jesus sabe-o e, com a sua resposta, inicia um processo pedagógico procurando guiá-lo até àquilo que lhe falta. Entretanto a estrada até àquilo que lhe falta passa por aquilo que já tem; é preciso perscrutar o ordinário para nos abrirmos ao extraordinário.

Se observarmos bem, no convite final de Jesus, a proposta não é pobreza mas riqueza: “terás um tesouro nos Céus; vem e segue-Me”.

De fato, o próprio Jesus nos avisa: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas. Não vim revogá-los, mas levá-los à perfeição”. Veio para isso. Deve-se partir da realidade para dar um salto para “aquilo que falta”; na realidade, está o trampolim para dar um salto para a vida perfeita: deixar de viver para si mesmo, para as próprias obras, para os próprios bens e – precisamente porque lhe falta a vida plena – deixar tudo para seguir o Senhor. Se observarmos bem, no convite final de Jesus, a proposta não é pobreza mas riqueza: “terás um tesouro nos Céus; vem e segue-Me”. O Senhor Jesus é a perfeição, o pleno cumprimento dos Mandamentos.

Saudação

Dirijo uma cordial saudação aos peregrinos de língua portuguesa, nomeadamente aos grupos brasileiros de Anápolis e Palotina e aos numerosos fiéis de Lisboa e Porto, com destaque para o “Colégio da Paz” e a “Confraria da Pedra”. Para todos, peço a Deus o dom duma sadia inquietude, de não vos contentardes jamais com uma vida sem ideal nem beleza. Apostai numa vida de jubilosa doação ao próximo. De bom grado vos abençoo a vós e aos vossos entes queridos!

Recursos relacionados com esta catequese do Papa Francisco

O que são os dez mandamentos? Quais são?

Explicação de cada um dos 10 Mandamentos:

1. Amar a Deus sobre todas as coisas.
2. Não tomar seu santo nome em vão.
3. Guardar domingos e festas de guarda.
4. Honrar Pai e Mãe.
5. Não matar.
6. Não pecar contra a castidade.
7. Não roubar.
8. Não levantar falso testemunho.
9. Não desejar a mulher do próximo.
10. Não cobiçar as coisas alheias.

  • Libreria Editrice Vaticana / Rome Reports