D. Javier no Brasil

O Prelado do Opus Dei, D. Javier Echevarría, esteve em São Paulo entre os dias 17 e 22 de julho. Aqui oferecemos um pequeno resumo da sua viagem.

No domingo dia 18, houve um encontro com famílias de todo o Brasil no Credicard Hall, onde estiveram presentes aproximadamente seis mil pessoas. Nessa ocasião, D. Javier lembrou diversas vezes a estadia de São Josemaria, em 1974, que “amava muitíssimo esta terra e continua amando-a no Céu”, e respondeu a algumas perguntas sobre a evangelização nos tempos atuais, a educação dos filhos, como harmonizar o trabalho profissional e o trabalho no lar, o sacramento da Confissão, que – como dizia São Josemaria – é o “sacramento da alegria”.

D. Javier também pediu orações pelo Papa: “quero pedir-lhes que rezem pelo Santo Padre, que, embora já conhecesse o Brasil, ficou muito impressionado quando veio a Aparecida e viu a devoção que vocês têm aqui pelo Senhor na Eucaristia e pela nossa Mãe do Céu. Rezemos pela sua pessoa e pelas suas intenções, e ajudemos continuamente o Papa, lá do lugar onde estivermos, procurando ser boas filhas e bons filhos de Deus”.

Público no Credicard Hall

Nesse mesmo dia, à tarde, visitou o Cardeal de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, em sua residência, que o recebeu com grande alegria. Nos dias seguintes, D. Javier teve oportunidade de encontrar-se em diversas ocasiões com muitos fiéis da Prelazia e pessoas que frequentam as atividades de formação da Obra. Foi uma intensa catequese, na qual falou sobre a necessidade de os cristãos serem almas de oração, que rezam continuamente pelos seus familiares e amigos, e de serem testemunhas do Evangelho, com o exemplo e com a palavra. “É importante que todos vocês se dêem conta de que são fermento para que, no Brasil, as pessoas amem, conheçam e cheguem a uma amizade maior com Cristo”.

D. Javier abençoa uma imagem de São Josemaria

Na terça-feira de manhã, dia 20, depois de se reunir com famílias promotoras de iniciativas educativas, fez uma romaria à Paróquia Nossa Senhora do Brasil, onde rezou o Terço e abençoou um mosaico de azulejos com a imagem de São Josemaria.

Nesse mesmo dia à tarde, encontrou-se com sacerdotes de diversos Estados do Brasil. Ao falar do amor à Liturgia, que todos – sacerdotes e leigos – devem fomentar, contou uma história a respeito do Papa João Paulo II: “Tenho bem gravada na memória uma vez em que ele ordenou um Arcebispo; a cerimônia começava às seis horas da tarde. O Papa era jovem, mas chegou com uma expressão de cansaço, pelo intenso trabalho do dia. Então, começou a celebrar a Santa Missa da Ordenação e foi recuperando-se, recuperando-se... O fato de estar com Cristo e ter Cristo – na Missa – deu-lhe forças para terminar como se não tivesse nenhum cansaço. E é verdade: a Missa nos dá forças espirituais e também humanas, pois essa força vem de Cristo na Cruz”.

No início da noite de quinta-feira, dia 22 de julho, D. Javier, acompanhado por Mons. Fernando Ocáriz e o Pe. José Andrés Carvajal, viajou para Madri.