18 de maio: primeira beatificação de uma pessoa leiga do Opus Dei

Madri prepara a beatificação da química Guadalupe Ortiz de Landázuri 11.000 pessoas de mais de 60 países participarão dos eventos no sábado dia 18. Os participantes colaborarão com as Bolsas Harambee para mulheres pesquisadoras africanas. A beatificação será transmitida ao vivo. Tem um aplicativo, vários livros digitais, e um tour de geocaching.

Comunicados para imprensa e declarações
Opus Dei - 18 de maio: primeira beatificação de uma pessoa leiga do Opus DeiFotos de Javier Berguizas.

No sábado, 18 de maio, a Igreja terá uma nova bem-aventurada, a doutora em química e pesquisadora espanhola Guadalupe Ortiz de Landázuri (1916-1975), que será beatificada em uma cerimônia presidida pelo Cardeal Becciu, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, e que se realizará em Vistalegre a partir das 11 horas (6h00 no horário de Brasília).

Juntamente com o Cardeal Becciu, concelebrarão o Cardeal Arcebispo de Madri, Carlos Osoro, o Prelado do Opus Dei, Fernando Ocáriz, e vários cardeais, bispos e sacerdotes.

Depois da leitura da mensagem do Papa Francisco e da fórmula solene da beatificação, se apresentará a imagem da nova Bem-Aventurada e as suas relíquias serão levadas ao altar para serem veneradas.

A Missa de Ação de Graças será celebrada no domingo, dia 19 no mesmo lugar, presidida por Mons. Fernando Ocáriz, que também se reunirá durante o fim de semana com as pessoas que viajam a Madri para este evento.

Mais de 60 países

O recinto de Vistalegre estará repleto de peregrinos já inscritos, três mil dos quais vêm de mais de 60 países, especialmente do México, onde nova Bem-Aventurada trabalhou durante seis anos. Muitos outros assistirão à cerimônia na televisão, através da TV Canção Nova e do site do Opus Dei.

Associações, paróquias e escolas acompanharão a cerimônia através de telões. A beatificação também será transmitida por canais internacionais como EWTN (América Latina e Estados Unidos), MA Visión e ESNE TV (México), JN19 peruano, Laudato TV (Croácia) ou Telepace (Itália).

Os peregrinos poderão rezar diante dos restos mortais de Guadalupe no Real Oratorio del Caballero de Gracia (Gran Vía, 17) e visitar a Exposição “Guadalupe. Viva a experiência”, inaugurada ontem à noite no colégio Tajamar (calle Pío Felipe, 12, Madri), aberta até 30 de Maio.

Bolsas Harambee

Além da colaboração de jovens voluntários para o bom andamento dos encontros, a organização pedirá ajuda e contribuições aos participantes para a concessão de cem bolsas de estudo para mulheres cientistas africanas, que serão administradas pela ONG Harambee.

O comitê organizador da beatificação preocupou-se desde o início com a participação das pessoas que não podem viajar a Madri, e no site www.guadalupeortizdelandazuri.org, oferece recursos para conhecer a vida de Guadalupe, a programação dos eventos, e dados sobre a Causa e a cura milagrosa atribuída à sua intercessão.

Através da app Guadalupe, disponível no Google Play e App Store, os peregrinos podem organizar a sua viagem e estadia em Madri, com informações úteis.

Livro digital

O livro da beatificação inclui o programa de atos, informações úteis, os textos da cerimônia e da missa de ação de graças, lugares de Madri relacionados com Guadalupe e informações sobre as “Bolsas Guadalupe”. O livro está disponível gratuitamente nas principais plataformas e nos formatos mais comuns.

Outros materiais são os livros de Mercedes Montero En vanguardia, Cartas para um santo (com cartas de Guadalupe a São Josemaria), e o multimídia Guadalupe.

Primeira pessoa leiga do Opus Dei

A nova Bem-Aventurada nasceu em Madri a 12 de dezembro de 1916. Estudou Química e foi uma das poucas mulheres a fazer este curso na época (1933). Em Madri dedicou-se ao ensino e à pesquisa, doutorou-se e desenvolveu uma grande atividade profissional e evangelizadora. Em outras etapas de sua vida morou no México e em Roma.

É a primeira pessoa leiga do Opus Dei a ser beatificada e foi uma das mais próximas colaboradoras do fundador, São Josemaria. “A alegria contagiosa, a fortaleza para enfrentar as adversidades, o otimismo cristão em circunstâncias difíceis e a sua entrega aos outros”, são algumas das notas que a caracterizam, segundo o decreto da Congregação para as Causas dos Santos.

O texto do decreto promulgado pela Congregação descreve como Guadalupe viveu as virtudes em grau heroico e “ entregou-se inteiramente e com alegria a Deus e ao serviço da sua Igreja, e experimentou intensamente o amor divino”.