Como nós jovens podemos amar mais o Papa?

O Prelado do Opus Dei teve vários encontros com jovens que participavam da JMJ do Rio de Janeiro. Uma jovem de Trindad Tobago pediu-lhe um conselho sobre como amar mais o Santo Padre.

Pergunta

Padre, a eleição do Papa trouxe uma grande alegria para todo mundo e animou-nos a continuar apoiando o Vigário de Cristo na terra, mas às vezes a distância física faz-nos pensar que estamos um pouco longe do Papa. Como podemos, nós jovens, lutar para amar mais o Papa diariamente?

Resposta de D. Javier Echevarría

Vocês não estão longe... Trindad não está longe, como não está longe o Chile, Argentina, Brasil, como não está longe ninguém da América como também da Ásia.

Todos somos Igreja. Todos estamos com Jesus Cristo. Não seria justo se Deus tivesse dito: “Aqueles que estão longe de Roma fisicamente não são tão Igreja”. Não! Pois precisamente Ele veio dizer “Ide por todo mundo”, porque lhe interessava o mundo inteiro e todas as almas. Vocês estão no centro da vida de Cristo!, estão no centro da vida da Igreja! E, a partir daqui, podem ajudar que todo o Corpo da Igreja –porque vocês são Igreja-, seja fecundo.

Não estão longe, pelo contrário, muitas vezes a distância física ajuda a querer mais, ajuda a pensar mais na pessoa que se quer. O mesmo acontece com a Igreja, com o Papa, com a Obra, com os outros católicos. A distância física não é uma desculpa. Pelo contrário, é pensar como fazia São Josemaria, que nos dizia muitas vezes: “Deste canto de Roma sei que posso ajudar, se sou fiel, as minhas filhas e os meus filhos e todas as pessoas, homens e mulheres, de todos os lugares”.

Podem chegar a todo o mundo e, sobretudo, podem chegar a ajudar o Papa e ajudar a que façamos a Igreja em todos os continentes.