“Javier Echevarría foi um homem de coração grande”

O vigário auxiliar e geral do Opus Dei, Mons. Fernando Ocáriz, destacou durante a homilia da missa fúnebre em honra de Dom Javier Echevarría, o grau de sua caridade. O amor a Cristo, à Nossa Senhora e ao Papa, junto com a lição aprendida de São Josemaría de “amar o mundo apaixonadamente”, especialmente seus filhos na Obra, foram o eixo de sua pregação.

Opus Dei
Opus Dei - “Javier Echevarría foi um homem de coração grande” Mons. Fernando Ocáriz durante a homilia da missa fúnebre em honra de Dom Javier Echevarría.

Homilía de Mons. Fernando Ocáriz na Missa pelo Prelado do Opus Dei

Cardeais, arcebispos, bispos, superiores de ordens religiosas, representantes de outras instituições da Igreja, diplomatas da Santa Sé, autoridades civis e numerosos cidadãos da capital italiana com suas famílias, participaram da celebração eucarística realizada na tarde do dia 14 de dezembro, na Igreja de Santo Eugênio em Roma. O Bispo e Prelado do Opus Dei, Dom Javier Echevarría, faleceu em 12 de dezembro passado.

As primeiras filas do templo romano estiveram ocupadas por familiares e amigos do Prelado, e pelos membros dos dois organismos centrais que colaboravam com Mons. Echevarría no governo da Prelazia.

Durante a homilia, Mons. Fernando Ocáriz destacou que Javier Echevarría foi “um homem de coração grande” que sabia amar a todos como fruto de seu amor a Cristo, a Nossa Senhora e ao Papa. Sublinhando a amplidão e a transcendência de sua virtude da caridade, ressaltou que “aprendeu do Fundador do Opus Dei a amar o mundo apaixonadamente”.

Mons. Ocáriz quis acentuar a naturalidade com que Dom Javier “procurava ensinar-nos a amar a cristo e aos outros”, também, “no meio da simplicidade da sua vida cotidiano"

Mons. Ocáriz quis acentuar a naturalidade com que Dom Javier “procurava ensinar-nos a amar a Cristo e aos outros”, também, “no meio da simplicidade da sua vida cotidiana. Dessa forma, em um mesmo momento punha-se a rezar e convidada àqueles que o rodeavam a rezar: por uma viagem do Papa, pela paz na Síria, pelas vítimas das calamidades naturais, pelos refugiados, pelos desempregados, e pelos doentes, por quem sempre teve uma predileção particular, que aprendeu de São Josemaria”.

Unidade e carinho

Na homilia, o vigário auxiliar e geral da Prelazia dedicou umas palavras especialmente dirigidas aos fiéis do Opus Dei, recordando-lhes que Dom Javier Echevarría “foi ao Céu rezando pela fidelidade de todos”. Concretamente, Ocáriz assinalou que “se aquele a quem chamamos Padre durante vinte e dois anos estivesse aqui entre nós, com certeza nos pediria que aproveitássemos estes dias para intensificar o nosso amor pela Igreja e pelo Papa. Que estivéssemos muito unidos entre nós e com todos os nossos irmãos em Cristo. E nos repetiria aquilo que, especialmente durante seus últimos anos na terra chegou a ser um refrão em seus lábios: Que vocês se amem cada vez mais!”

Mons. Ocáriz lembrou que Dom Javier Echevarría “foi ao céu rezando pela fidelidade de todos”

Mons. Ocáriz agradeceu o comparecimento dos presentes ao funeral, “e a outros tantos fiéis que quiseram unir-se a nossa oração por Dom Javier, e agradecer, junto a nós, por esta vida entregue de serviços aos outros”.